Posted in:

MPM Entrevista: Eduardo Santorini revela partes do Código da Atração

Tudo bem, amigos? Hoje é um dia bacanudo, pois vou compartilhar com vocês uma bela entrevista que realizamos. Chamamos o grande Eduardo Santorini, especialista em desenvolvimento pessoal.

Ele conta, por exemplo, qual a relação entre a sua boa aparência e a regra dos três segundos.

Nesta entrevista ele conta algumas coisas sobre atração, sobre o que faz a diferença na conquista de mulheres, os 3 pontos fundamentais da conquista e conta um caso prático de tudo o que ele fala.

Num bate papo descontraído e muito didático, eu, Saulo Medeiros e Eduardo Santorini conseguimos falar sobre estilo em conquista muito além de pegação.

Quem é Eduardo Santorini

Especialista em Desenvolvimento Pessoal, é muito conhecido no campo da atração e sedução. Autor do Livro Código da Atração, ensina tudo sobre a arte de conquistar mulheres.

Eduardo Santorini já foi destaque na revista Época e entrevistado pela Marília Gabriela, além de outras tantas entrevistas e participações falando sobre seu livro e contando sobre suas experiências. O cara é foda!

Está na hora do play >

O livro Código da Atração

Temos o prazer de promovê-lo aqui no Moda Para Macho. Mas por que?

Porque sedução está diretamente ligado a sua aparência e estilo. Logo, seu sucesso com as mulheres depende disto e se você quiser saber fazer isso do jeito certo e ter a mulher que quiser, você precisa conhecer o livro Código da Atração.

Você pode conquistar qualquer mulher que desejar. Você pode se relacionar e conhecer lindas mulheres, não importa se elas são modelos, ricas ou famosas. Essa é a realidade de alguns poucos homens que desvendaram o Código da Atração.

Você não nasceu sabendo andar ou falar. Tampouco nasceu sabendo dirigir um carro. Essas foram habilidades básicas que você APRENDEU quando precisou delas. O sucesso com as mulheres é apenas outra habilidade que qualquer homem pode aprender se ele desejar.

Se você se interessou por este assunto, não deixe de acessar a página do livro Código da Atração para saber tudo o que você pode aprender para conquistar mulheres!

codigo-da-atracao-pedido

A entrevista transcrita:

Saulo: Olá pessoal, estamos aqui com Eduardo Santorini, o autor do livro O Código da Atração.

Diego: O especialista, o mestre da arte da sedução.

Eduardo: É um enorme prazer estar aqui com vocês, Saulo e Diego.

Diego: Uma das missões do Moda Para Macho é justamente esta, mostrar para as pessoas, não só para os homens mas também para as mulheres que acessam nosso portal é que a imagem faz a diferença. E eu gostaria de que você dissesse pra gente em relação a atração, como você disse, não só da sedução ou da pegação ou qualquer coisa assim, mas da atração de coisas boas, o poder da imagem.

Eduardo: A maioria dos homens — é senso comum — acreditam que para conquistar uma pessoa, no caso uma mulher, precisa ser bonito. No entanto há uma diferença muito grande entre ser bonito e ser atraente. E grande parte deste processo de ser atraente é se vestir bem. Porque embora a gente saiba que a gente não pode definitivamente julgar. E com a moda e o estilo, de certa forma esta primeira impressão é muito importante. Cuidar da aparência não é ser bonito, é ser atraente.

Diego: Eu e o Saulo somos prova concreta de que isso faz a diferença porque nós conquistamos muitas coisas através da nossa boa aparência, da nossa postura. Eu converso com muitas pessoas na rua, recebo muitos emails, bato papo com muita gente sobre esta questão de estilo e muitos homens tem o discurso de que “eu não me preocupo com a minha imagem, isso é bobagem”, “isso é isso, isso é aquilo”, “isso não é tão relevante assim”. Diz pra gente: na atração, qual o poder disso real?

Eduardo: Na verdade a primeira impressão é fundamental e a gente não tem duas chances para causar uma boa primeira impressão. Por exemplo: na abordagem, quando você começa a conversar com uma mulher, vários estudos mostram que que as pessoas não precisam de que mais de 3 segundos para avaliar se estão atraídas ou não. E como que é feito tudo isso? Grande parte linguagem corporal, tipo como você se comunica com o corpo e grande parte da comunicação é realmente o tom de voz, a sua postura

Diego: A comunicação não verbal…

Eduardo: Sim, e uma outra grande parte é a forma em que você está vestido. Porque comunica alguma coisa. Pode comunicar se você é relaxado, desleixado, ou se você é bem sucedido, um cara que se cuida, enfim, é a imagem que você quer passar naquele contexto. Eu acredito que não existe só uma forma de se vestir bem, mas, dependendo da imagem, da comunicação que você quer passar, você tem algumas opções.

Diego: É, exatamente.

Saulo: Eduardo, tem uma coisa que é muito importante para o nosso leitor que é a aplicação destes conhecimentos na prática. Você pode contar pra gente alguma história, que seja uma história assim, as vezes de frustração ou uma história engraçada de sucesso que alguns dos seus amigos ou pessoas que leram o seu livro tiveram algum caso pra contribuir, ou seja, colocando esta teoria na prática?

Eduardo: Tenho alguns, na verdade. Bom, eu tenho um amigo, na verdade hoje um grande amigo meu. Pegando a parte da imagem, porque na verdade foi uma coisa bem mais profunda, que ele era o completo nerd, assim, de sair pra balada ou para um bar com aqueles óculos fundo de garrafa, tênis de academia, um jeans e uma camiseta ali, escrito o curso, o nome do curso e tal. E muitas vezes, infelizmente, as pessoas julgam. Já fazem um julgamento precipitado. As meninas, no caso, nem ouviam o que ele tinha pra falar. Aí ele fez uma mudança, tanto na imagem, quanto na postura e confiança, uma coisa acaba levando a outra. A gente falou agora a pouco sobre a confiança. Ele fez a cirurgia para remover a miopia que ele tinha, ou seja, eliminou o óculos, fez clareamento dental, foi pra academia pra melhorar o corpo, e vestir bem, na verdade ele não teve nenhuma consultoria, nada, ele viu algumas coisas de moda, colocou uma camisa bacana, um sapato legal e saiu. Cara, a mudança é drástica e aí vem aquela coisa: o que vem primeiro, o ovo ou a galinha? Eu não sei. É a aparência e tudo o que ele fez que deu confiança ou a confiança que o fez ter esta transformação e sair daquele estereótipo que ele estava preso para uma coisa nova? E assim, é sensacional. Hoje ele tem uma namorada, hoje ele tem uma posição de chefia dentro do escritório que ele trabalha, e coisas que provavelmente com aquela imagem que ele tinha antes ele não teria, mesmo continuando sendo um profissional excepcional.

Saulo: Muito bom. Eduardo, mais uma coisa que nos chama muita atenção e é alvo de perguntas até com os nossos amigos e em conversas as vezes informais, descontraídas, é o seguinte: as vezes as pessoas perguntam se elas precisam fazer uma completa transformação e muitas vezes o que a gente fala é que pequenos detalhes podem fazer grande diferença. Você concorda com isso? O que você tem a dizer sobre isso?

Eduardo: Concordo. Da atração por exemplo, as coisas são muito simples. A gente até estava conversando, Diego, há dois ou três dias atrás, por que as vezes as pessoas tem a idéia de sedução ou de atração como uma coisa “nossa, eu vou fazer uma técnica, vou manipular, fazer um jogo mental”, mas não é isso. Só que são algumas coisas muito, muito, muito simples que fazem uma grande diferença mas as pessoas não fazem. Vou dar um exemplo: da primeira impressão. A primeira impressão tem três coisas fundamentais para você causar uma primeira impressão quando você conhece uma pessoa. A primeira: contato visual. Você conseguir olhar nos olhos da outra pessoa. As pessoas costumam desviam o olhar.

Diego: Dá um with lasers aí!

Eduardo: É o contato visual, fundamental. Segunda: Sorriso. Sorrir levemente. Porque tem gente que tem aquela cara emburrada, de bravo, e que parece que está de mau com a vida e isso é super chato. Ou seja, contato visual, um leve sorriso, tipo eu estou bem, estou desarmado, estou super tranquilo. E o terceiro aspecto: falar o que a outra pessoa tem interesse de falar, falar do assunto que ela tem mais interesse, porque as vezes a gente tende a ser muito egoísta, falar de nós, eu, muitas pessoas. Eu isso, eu faço isso, eu sou foda, eu aquilo. Só que isso não tem empatia. É muito mais fácil você criar empatia você falando do interesse da outra pessoa. Se você saiu no primeiro encontro com uma garota, quais são as paixões dela? Qual a viagem mais extraordinária que ela já fez na vida? Qual a fotografia que ela tirou que ela mais gosta? Ou quais os tipos de música, quem são os amigos dela, porque que são amigos dela, isto conecta, isso facilita.

Diego: O segredo está nas perguntas!

Saulo: Olha aí! Esse papo está avançado! Bom pessoal, esta aqui é apenas um início deste papo, com certeza vocês podem conversar com o Eduardo através do livro O Código da Atração que está disponível aqui e a gente tem o privilégio de divulgar este produto tão importante, que nós já lemos e aplicamos diariamente, e você pode continuar esta conversa através do livro e também através do canal dele e vou deixar o espaço pro Eduardo falar sobre isso.

Eduardo: É, quem tiver interesse e quiser falar mais sobre atração, conquista e desenvolvimento pessoal em geral, o blog é o www.atitudedehomem.com.br.

Diego: Bacana demais!

Saulo: É isso aí pessoal, até a próxima! Obrigado, Eduardo.

Eduardo: É um prazer estar aqui com vocês, Saulo, Diego.