Posted in:

3 Argumentos que Convencem Gordos a Serem Estilosos

Sim, argumentos, não dicas. Mas porquê argumentos? Porque a maioria dos gordinhos acham que pelo fato de ser gordo já estão fudidos e feios, e não precisam se preocupar com sua aparência, já que são redondos. Ledo engano. Vou apresentar 3 argumentos baseados em técnicas de imagem para que você entenda como você pode se vestir bem e afinar sua aparência, se sentindo melhor. Mas antes…

A introdução

gordo-mpm-1

Assim é seu corpo?

[columns_row width=”half”] [column] Tá barrigudo, meu jovem?
Tá parecendo uma pêra, com mais cintura que ombro?
Comer é mais fácil que malhar, né?
E essas tetas aí, cara?! [/column][/columns_row]

Vamos lá, cara. se você é um peso-pesado, normalmente tenta se esconder sob roupas grandes. Quer uma verdade? Isto não funciona. Porque te deixa com um ar de desleixadão além de mais gordo ainda.
A melhor coisa a se fazer para ter um visual mais slim é manter os olhos da galera longe da sua pança.
Por exemplo, usar calça e camisa com cores contrastantes vai quebrá-lo ao meio fazendo com que sua cintura fique em evidência, e você não quer isto. Enquanto as cores mais escuras e um esquema monocromático irá equilibrar a sua forma.

Por este motivo estamos te apresentando quase tudo o que você deve saber como ser gordinho e mesmo assim se vestir bem e ter pegada.

 

“Lembre-se: Você não é gordo. Você está gordo!”

 

[title subtitle=””]AS REGRAS DE OURO PARA GORDINHOS[/title]

Além das medidas, há três coisas específicas que vão te ajudar exatamente no que você precisa:

1. AS DICAS FUNDAMENTAIS

Elimine a atenção da sua gordura

Isto é uma das coisas principais que você deve se atentar. Se atente que contrastes são seus inimigos. Pela sua forma corporal, você precisa buscar peças que tenham os mesmos tons cromáticos. Isso ajudará a desfocar a atenção para a sua cintura, deixando de evidenciar essa barriga de botijão, amigo. Além daquilo que você já sabe: cores escuras ~emagrecem~.

gordo-mpm-8

Alongue seu corpo

Além das cores escuras aparentarem que emagrecem, as listras verticais e camisetas gola V também. Mas isto não quer dizer que você só precisa comprar camisetas gola V de listras escuras, beleza?! risos Para as calças, prefira as retas. Elas facilitarão seu visual, pois as calças skinny são apertadas e você está gordinho. Não fica bom. As listras verticais servem para dar o efeito de ~aumentar~ sua altura. Além disso, para os gordinhos, o efeito também funciona como um “guia” para levar os olhos das pessoas para outra área. É aí que vem o terceiro argumento. gordo-mpm-9

Foque a atenção das pessoas para a parte superior do seu corpo

Cara, seu trunfo é seu rosto, acredite. Então a estratégia é: chame a atenção das pessoas do peitoral para cima (leia-se ombros e rosto). Mas porquê isso? Porque nestas áreas você pode brincar mais. No rosto, por exemplo, você pode ter um chapéu, boné, óculos, barba, um penteado maneiro, e por aí vai. O efeito técnico disto é passar mais informações no rosto que na cintura. Meio óbvio, né?

Gordinho, barba, penteado maneiro, roupa marcando em V. Tá estiloso e tecnicamente certo.
Gordinho, barba, penteado maneiro, roupa marcando em V. Tá estiloso e tecnicamente certo.

[infobox bg=”gray” color=”black” opacity=”on” subtitle=”As roupas devem ser ajustadas, mas nunca apertadas. Preste atenção nisto.”]Dica importante[/infobox]

[separator type=”double”]

2. AS PEÇAS QUE VOCÊ DEVE ESQUECER

Paletó transpassado

gordo-mpm-12
São bonitos, mas chamam muito a atenção para a sua cintura e você não está podendo.

Tecidos pesados

Você não quer MAIS volume, certo? Já basta o seu. Prefira tecidos mais leves.
Você não quer MAIS volume, certo? Já basta o seu. Prefira tecidos mais leves.

Gola rolê

Você não deve esconder seu pescoço, deve mostrá-lo. Ao escondê-lo, você parecerá mais baixo (e mais gordo).
Você não deve esconder seu pescoço, deve mostrá-lo. Ao escondê-lo, você parecerá mais baixo (e mais gordo).

Gravatas skinny

Gravatas skynny não te dão proporção com o tronco, e isto é fundamental.
Gravatas skynny não te dão proporção com o tronco, e isto é fundamental.

[separator type=”double”]

3. DICAS MAROTAS

suspensórios

Suspensórios não são só para seu avô. Use e os pneus sumirão automaticamente.
Suspensórios não são só para seu avô. Use e os pneus sumirão automaticamente.

Vá para a academia

Não tem muito pra falar, você já sabe o que deve fazer.
Não tem muito pra falar, você já sabe o que deve fazer.

Estiloso rapidão

Jogue com itens de estilo instantâneas, trazendo o foco para o seu rosto, não para o seu barrigão.
Jogue com itens de estilo instantâneas, trazendo o foco para o seu rosto, não para o seu barrigão.

PS.: Este post foi pedido por um leitor. Achei uma ótima idéia e resolvi escrever sobre! Tem alguma sugestão para nós? Comenta com a gente!

  • http://dinhominnie.tumblr.com Dinho e Mi

    Então mais uma dica de assunto:

    Estilo para os que estão ficando carecas e ganhando uma pancinha indiscreta. kkkk

    É o fim!!

    • DIEGO NUNES

      Tá aí um post que pode ficar maneiro, Dinho! Vou preparar algo nessa linha, beleza? Valeu pela dica e continue acessando o blog! Abrax!

  • Samuel Teles

    cara me fala que foi o tiaguim que pediu isso. PFV!!

  • Valner

    Corte de cabelo pra disfarçar as entradas…. Abraço

  • patricia

    eu curti rsrs achei muito bacana as dicas e de muita risada rsrsr …vou passar essas dicas para meu marido que esta acima do peso !! …;)

  • Gleibis Quadra

    Que tal uma matéria falando para os esguios? Abraço

    • Diego Nunes

      Vamos mandar em breve, cara! 😉

  • Marco Aurélio

    Caro Diego
    Não te conheço e seu post pipocou na minha timeline. Não tinha como não escrever um comentário depois de ler estarrecido (porém não tão surpreso) o seu post sobre moda para gordos. Um cara aparentemente magro querendo dizer como devo me vestir pra ser lido como “estiloso”. Na verdade, o post é mais sobre como se esconder do que sobre ter algum estilo, mas o pior é que esse nem é o principal problema.
    “Você não é gordo, você está gordo”. > Cara, como você quer interferir na minha identidade e visão de mim mesmo? Eu sou gordo a minha vida inteira, fui eu quem tive que enfrentar as pessoas que associavam meu corpo com minha saúde (mesmo sem nunca ter apresentado qualquer exame alterado), sou eu quem tive que me adaptar a mobiliário e condições de existência que não foram feitos pra mim.
    Sou eu quem tive que, apesar de sempre gostar de moda, assistir aos desfiles e depois não encontrar nada similar em loja alguma. Nem se eu juntasse dinheiro pra comprar diretamente das mãos de Karl Lagerfeld, não haveria uma peça sequer pra mim (ele próprio é o cara que emagreceu pra caber numa jaqueta de grife, então fué).
    Então não me venha dizer que isso é um estado, porque é da minha identidade que você tá falando. Me mandar pra academia também não vai me tornar estiloso (faço exercício regularmente e a única coisa que aprendi é que ninguém fica bem de legging).
    Se realmente quiser um conselho, ao invés de me dizer que devo focar no rosto só pra dar a entender que meu corpo não é bonito, vai ler e estudar mais sobre publicidade de massas e gordofobia. Te faria bem ter algo bacana pra dizer além de um conjunto de grife nas festinhas do mundo das muódas.
    Já combinei camisa de maxiestampa com gravata skinny e colete curto transpassado e garanto que era um dos mais “estilosos” do evento. Talvez se você estivesse lá você veria. Ou talvez estivesse tão preocupado seguindo um conjunto de regras que você chama de Moda que nem notaria como eu tava gato. Sorry bout it, gordofobia não passará.

    • Alex Moreira

      Caro Marco Aurélio,

      Assim como você, grande parte de minha vida foi acima do peso, estado aliás em que me encontro agora (140kg e 1,84m). Além disso sou careca o que também não me afeta ou influencia em minha vida pessoal. Passei e passo por algumas das circunstâncias de que falou nada no entanto que me perturbe demais pessoalmente. Entendo sua argumentação e concordo com a maior parte. Nossa aparência é parte do que somos enquanto somos. Mas uma parte menor em minha opinião. Isso porque emagrecer não altera nossa essência como pessoas e com o que a tecnologia que existe a nosso redor, manter-se gordo ou não, é quase que apenas uma questão financeira ou parece-me no seu caso, como no meu, de opção pessoal. Pessoalmente me importa menos ser gordo que o trabalho para alterar minha aparência pessoal, assim me preocupo com outros aspectos de minha vida que requerem uma atenção mais urgente. Dessa forma, jamais pensei que minha aparência pessoal fizesse parte do que sou, apenas entendo ser um reflexo de uma circunstância e hábitos de vida que podem mudar a meu bel prazer. Devo então concordar com o autor de que “Estou gordo, não sou gordo” (a parte a intenção do mesmo quando proferiu a frase), sou o Alex, feliz, trabalhador, alegre, etc que nesse momento está gordo, sabe lá como estará no próximo verão. Fique em paz companheiro, e se lembre que, as vezes, o preconceito nasce de nós mesmos.

      • Marco Aurélio

        Ok, vamos só esclarecer alguns conceitos.
        Não existe preconceito contra gordo que nasça de gordo, assim como não existe mulher machista ou racista reverso. Uma classe historicamente oprimida não tem meios materiais de exercer opressão, ainda mais contra si mesma. Eu, enquanto gordo, poderia reproduzir um discurso gordofóbico que me foi internalizado, mas o preconceito ou a opressão nunca pode partir de mim (o mesmo com os outros exemplos; a mulher que reproduz discurso machista, o negro que reproduz discurso racista, e assim por diante). Logo, o preconceito não nasce de mim mesmo, embora eu pudesse, como apontei, reproduzir discurso gordofóbico (o que não acredito ter sido o caso no meu comentário, mas sim no texto do blog).
        Ser gordo faz parte de mim e da minha identidade a partir do momento em que não me são oferecidas condições de igualdade em relação aos indivíduos considerados dentro do padrão imposto; Se sistematicamente me são negadas oportunidade de roupas iguais às dos outros, se a aparência funciona como um fator de exclusão em certos empregos (independente de talento para a função), se o mobiliário muitas vezes não me contempla de maneira igual e se desde pequeno tenho que ouvir o discurso de gordo como ser doente mesmo sendo saudável, ser gordo passará a ser minha identidade enquanto ser fora do padrão imposto. Eu posso sim estar ‘magro no verão seguinte’, mas isso não descaracteriza a violência sistêmica que eu já sofri enquanto gordo, que inclusive afeta pessoas que emagrecem também (não é super comum ver um discurso de ’emagreci e agora me sinto belo’ em muitas pessoas? Então, isso demonstra o quanto ser gordo e o preconceito sofrido por isso ainda afeta a pessoa agora magra).
        Se você está feliz como está, ótimo! Eu também estou. Mas precisei escrever o comentário porque tem muito menino adolescente que ainda não tem a nossa resiliência e depois de um texto desse pode até desenvolver um transtorno alimentar. Por isso meu tom – até um pouco radical – de militância.
        Fique em paz, também. E se permite um conselho, lute pra que os outros possam alcançar essa paz também. 😉

        • adricolorado0

          Não perde tempo com estas conversas furadas e vai para academia.

          • Marco Aurélio

            Cara, você é adulto, tem internet e um milhão de outros meios pra se informar. Mesmo assim prefere continuar vomitando senso comum ao invés de tentar ouvir o que as pessoas tem a dizer.
            Eu não tenho obrigação nenhuma de ser didático, especialmente com quem não quer ouvir, mas decidi escrever tanto nos meus comentários anteriores porque acredito numa militância que convence por argumentos e que tenta provocar alguma mudança nas pessoas.
            Se você ainda acha que o que eu falei é conversa furada, paciência. Não vai ser euzinho que vou funcionar de óculos pra sua visão turva de mundo; eu só posso escolher não me afetar por ela, porque a ignorância nunca será uma bênção.
            Beijas.

          • adricolorado0

            Desculpe cara, mas eu peso 102 kg, e não me orgulho disto, eu não sou gordo, estou gordo concordo com o texto, já emagreci no passado 20 kg, infelizmente acabei engordando novamente, mas ao contrário de você prefiro ir para academia do que ficar de bla bla bla.
            Beijas.

          • Marco Aurélio

            Bem, se você é gordo a coisa muda totalmente de figura. Eu inclusive peço desculpas se fui agressivo demais nas minhas colocações (tô cansado de gente magra querendo dar pitaco em como gordos devem ou não agir ou se sentirem. Esse texto escrito por um cara aparentemente magro é uma dessas atitudes de querer colocar regras em situações que a pessoa não vivencia).
            Mas olha, de coração, não é uma infelicidade você ter engordado nem um revés você ser/estar gordo. É muito ruim a quantidade de mensagens e imagens negativas que a gente recebe socialmente desde muito cedo que levam a esse sentimento de desvalia, e eu entendo seus sentimentos porque realmente empoderar-se é um processo difícil e cheio de altos e baixos.
            O que não dá é essa falta de empatia, cara. Se um colega gordo tá expondo como se sente e tentando se sentir bem consigo mesmo, não desmereça o discurso dele mandando pra academia e dizendo que é blá blá blá. Não existe feminismo sem mulheres unidas, não existe movimento negro sem negros unidos, e não haverá avanços na visão que a sociedade tem de quem é gordo se entre a gente mesmo tem esse lance de desmerecer a fala do colega.
            Eu realmente espero que você enxergue como você é bonito e que se sinta bem dentro do seu próprio corpo.
            Um abraço

          • Giselle Maximília

            Meu noivo tem 1,98 de altura e lesa 150 kilos, há seis anos atrás cconheci ele já assim, vendo as fotos dele de infância dá pra ver que ele sempre foi acima do peso, mas nem por isso ele é feio, ele é o cara mais lindo que eu já conheci. Namorei outros caras, inclusive idiotas de academia e nenhum chegou aos pés dele. Ele é perfeito, não trocaria ele por nada no mundo, tudo com ele é inesquecível. Éramos melhores amigos e agora estamos juntos há 4 anos. Por isso não esperem ter o corpo da mídia pra serem felizes, porque se meu noivo tivesse ficado com medo de levar um fora por ser acima do peso provavelmente não estaríamos juntos hoje.

        • http://www.saef.com.br Samuel Arna

          Cara acho que o peso não afeta muito na conquista, eu durante muitos anos tive um corpo atlético bem forte pois participava de muitas competições que dependiam muito da minha força física, bem eu conquistava muitas garotas naquela época e então eu sofri um acidente fiquei 8 meses numa cama e engordei 30kg fiquei irreconhecível , e para o meu espanto, mesmo estando bem gordo eu conquistava muito mais mulheres e por sinal muito mais bonitas, o que atrai uma mulher é mais a personalidade do que a aparência , então não se prenda em padrões da sociedade , seja feliz

    • Guest

      Brilhantes colocações Marcos. Eu não me sinto apto a dar dicas para amigos gordos exatamente por isso. Para as meninas há muitos blogs legais, eu sempre indico alguns que conheço mas para homens já tentei encontrar e não vi nada.

    • Gil Sotero

      Brilhantes colocações Marco. Eu não me sinto apto a dar dicas para amigos gordos exatamente por isso. Para as meninas há muitos blogs legais, eu sempre indico alguns que conheço mas para homens já tentei encontrar e não vi nada. Além disso temos um problema sério na blogsfera sobre esses conceitos machistas e retrógrados que são repetidos como mantras.

    • Edmarcos Souza

      Marco, eu acessaria um blog seu sobre moda.

      • Marco Aurélio

        Mas isso não é problema, querido. Eu sou colaborador da parte de moda do portal Acoisatoda, e inclusive já falei de moda pra gordos! Só acessar e ser feliz <3 🙂

    • Pedro

      Haha foi engraçado

    • Pedro

      Haha foi engraçado

    • johon

      Melhor resposta em cima desses postas de moda para gordos!!!! São todos extremamente presunçosos, elitistas e gordofóbicos.
      Essa discurso não está somente aqui, está em toda a mídia, está na produção de moda em geral. Faz tempo que postou isso, mas me sinto na mesma condição: gostava de moda, mas a moda atende e reforça uma padronização de personalidades, gostos e comportamentos.

      Obrigado pelas tuas palavras, foram inspiradoras.

    • johon

      Melhor resposta em cima desses postas de moda para gordos!!!! São todos extremamente presunçosos, elitistas e gordofóbicos.
      Essa discurso não está somente aqui, está em toda a mídia, está na produção de moda em geral. Faz tempo que postou isso, mas me sinto na mesma condição: gostava de moda, mas a moda atende e reforça uma padronização de personalidades, gostos e comportamentos.

      Obrigado pelas tuas palavras, foram inspiradoras.

  • Whaler Sghatewer

    Perdi meu tempo