Posted in:

4 dicas para fazer uma harmonização incrível de cerveja e pães

Receber os amigos em casa para um happy hour, uma reunião no fim de semana ou uma tarde na piscina pede um cardápio leve, saboroso e variado, não é mesmo? Não é à toa que cada vez mais as pessoas querem aprender sobre harmonização de cerveja e pães para oferecer aos convidados e tornar essas recepções mais informais um sucesso.

Pensando nisso, reunimos 4 dicas para ajudá-lo nessa tarefa e permitir que você desfrute de uma mesa bem elaborada e, acima de tudo, capaz de valorizar os pontos fortes de ambos os elementos. Acompanhe!

1. Saiba quais são as características das cervejas

A primeira dica trata-se de aprender quais são as características das cervejas para entender como combiná-las não somente com pães, mas com qualquer alimento. Entre as principais delas, podemos citar:

  • a família em que se enquadram (larger, ale ou lambic), pois essa categoria vai determinar o nível de fermentação e, consequentemente, a leveza da bebida;
  • o estilo que elas têm (bock, porter, stout, pilsen etc.), pois essa subcategoria vai indicar os ingredientes usados na produção, a intensidade sabor, o teor do aroma e o nível de amargor.

2. Adote os princípios da harmonização

Outra dica útil é adotar os princípios da harmonização na hora de combinar os diferentes tipos de pães (bisnaga, baguete, croissant, ciabatta, australiano, sírio etc.) com uma ou mais cervejas. Ao todo, são três:

  • semelhança: quando os dois elementos compartilham de um mesmo sabor (salgado, doce, amargo e azedo) e, assim, criam um padrão;
  • contraste: quando os sabores contrastam entre si, mas sem perder o equilíbrio — cerveja amarga e pão doce, por exemplo;
  • corte: quando os elementos têm fragrâncias muito intensas (como os frutados e os tostados), mas, juntos, se anulam.

3. Atente-se aos seus sentidos

Além do que já foi dito, é essencial estar atento ao que os seus demais sentidos captam — uma tarefa relativamente simples, mas que pode exigir mais de quem está acostumado a depender, basicamente, só da visão.

Isso porque eles serão os seus maiores aliados para garantir que a mistura de gostos e fragrâncias, de fato, sejam um acerto. Portanto, treine o olfato para identificar diferentes cheiros (como os florais, os herbáceos e os cítricos) e o paladar para detectar quando a bebida:

  • for excessivamente doce ou salgada, o que pode limitar as harmonizações;
  • ou tiver o teor alcoólico muito alto, o que pode dificultar a apreciação de qualquer alimento.

4. Realize testes de harmonização em casa

Por fim, mas não menos importante, realize alguns testes de harmonização de cerveja e pães em casa. Afinal de contas, praticar é a forma mais simples de ter um maior domínio sobre o assunto e aumentar o seu leque de receitas para fazer para si e suas visitas.

Para tanto, é importante ter uma boa reserva de ambos, como também adquirir diferentes tipos de temperos (orégano, tomilho, salsa etc.) e recheios, como queijos (prato, roquefort, provolone etc.) e frios (salame, presunto, peito de peru etc.) para testar as combinações dos sabores e as variações aromáticas.

E então, gostou das nossas dicas de harmonização de cerveja e pães? Pois agora é hora de colocá-las em prática para surpreender os seus amigos na próxima recepção que você fará no seu lar!

E não se esqueça: se conhece outras sugestões, compartilhe-as com a gente nos comentários!

Powered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *